20 de setembro de 2012

Inrihab

Aparentemente a frase "foi uma coisa que sempre quis fazer...", dita em relação a casar pela igreja enquanto olhava pensativo para o tecto, é o suficiente para seres alvo de chacota. E não há explicação máscula que dês que te safe do epíteto de princesa durante uns minutos. 

4 comentários:

Maria Papoila disse...

Eu cá acho lindo seres uma princesa loira que quer entrar de véu e grinalda na igreja florida lá da freguesia.

:)

Ana 100 Sentidos disse...

Normal, hás-de convir...

Ricardo disse...

Maria Papoila, ahaha, você acordou cheia de piada. E eu não sou loiro :P

Ana, é apenas uma frase normal. Gostava da festa, mais do que da cerimónia propriamente dita. E, como nunca a tive...

bee disse...

partilho da mesma opinião, gostei muito do meu casamento pela igreja. ah, mas eu sou gaja, a mim já me é permitido ter esses pensamentos... :P