31 de março de 2013

Leviathan

Quando soube que, afinal de contas, ficava na livraria onde estou, não me senti mais aliviado, a inquietação e desconforto com toda esta situação continuou tal e qual estava. Vou deixar de trabalhar directamente com uma pessoa que me colocou onde estou, que me deu quatro desafios, sempre em crescendo, sempre a passar para lojas maiores e com mais responsabilidades, que acreditou em mim, que, mais vezes do que devia, me safou de merdas que me podiam ter custado muito caro. E isso está a ser difícil de processar. 

2 comentários:

São João disse...

Qualquer dia também tens de começar a cobrar bilhetes à porta como a Lello.

Ricardo disse...

Qualquer tenho é de pagar para as pessoas entrarem e comprarem.