27 de setembro de 2012

Sentido de humor

A vossa atenção para o último lugar na lista de apostas para candidatos ao Nobel. Já agora, eu ia pelo McCarthy. Duvido é que a academia me faça a vontade. E o Lobo Antunes, que ainda anda ali pelo meio... O anjo que lhe guia a  mão que escreve os romances deve estar orgulhoso.

7 comentários:

São João disse...

I just threw up a little bit in my mouth

Alexandra, a Grande disse...

Devo dizer, em abono da minha integridade literária, que tive de ir googlar o homem para perceber a piada...
Que medinho.

Ricardo disse...

São João, até este teu comentário tem mais qualidade que o livro da senhora.

Alexandra, é uma senhora, facto que torna algumas coisas do livro ainda mais parvas.

Alexandra, a Grande disse...

pois é, claro, que parvoíce, ao escrever homem estava a pensar no herói, o tal que é cinzento mas só de nome.

Ricardo disse...

É o sonho de muita menina. Rico, bem apessoado e perdido na vida. A atracção de serem as salvadoras é algo que dificilmente compreendo.

Algo que nasceu de uma fan fiction do Twilight não podia dar para mais...

São João disse...

Essa é fácil: as mulheres gostam de tomar conta de seres que só cagam, mijam, choram e comem. As mulheres têm uma tendência natural para de cuidar, ajudar e educar. As mulheres gostam de achar que conseguem pegar em bebés e torná-los adultos. Não costuma funcionar muito bem quando os bebés já têm barba ;)

Ricardo disse...

E neste caso quando além da barba gostam de sado-masoquismo. Mas de certeza que o livro acaba melhor do que 99% dos casos assim na vida real.