12 de agosto de 2012

Faz falta uma mulher cá em casa

Para secar o cabelo à Catarina. Criei a criatura desde que nasceu, e, devido a uma questão de horários e proximidade do local de trabalho (e posteriormente por motivos menos nobres...), fiquei eu responsável por comidas e banhos e vestuários, e, modéstia à parte, fazia tudo bastante bem. Excepto secar-lhe o cabelo. Abomino. Prefiro mil vezes cozinhar e lavar o chão e limpar o pó do que ter de lhe secar o cabelo. Uma pessoa está ali a abanar o secador, e depois ela mexe-se demasiado, diz que está quente, mariquinhas, e depois, ocasionalmente (ocasionalmente, atenção) eu dou-lhe assim ao de leve com o secador na cabeça, e ela, mimada, queixa-se, é só um secador a ferver, não é caso para tanto, e depois o cabelo enrola-se todo e custa a desembaraçar e depois um faço "um bocadinho" de força e ela choraminga mais um bocado, enfim, secar-lhe o cabelo é coisa para me tirar do sério, embora, por vezes, nem eu perceba bem porquê.

10 comentários:

Lia disse...

A minha irmã mais nova tem sérios problemas com a escova do cabelo -.- (que é coisa para me tirar a paciência porque sou muuuuito picuinhas com cabelos :$) então quem ficava incumbida de lhe secar e pentear o cabelo era eu... E sim, até gosto! xD

São João disse...

Pelo tom dos posts anteriores acho não é só para secar o cabelo.

Ricardo disse...

... AHAHAHAHAHAHAHAH São João, sem comentários. Assim se vê a imagem que uma pessoa passa hahaha, bem, podia ser pior.

Lia, mas tu és menina, é normal gostares dessas coisas.

bee disse...

eu aí dou graças por só ter rapazes. nesse departamento, acho que já me chega o meu cabelo para me stressar :P

Ricardo disse...

Pois, rapazes... Se tivesse um rapaz atirava-o para o banho e depois atirava-o para o quarto e já estava. A princesinha dá mais trabalho :P

São João disse...

convence-a a deixar crescer rastas e a fazer uma banda reggae ahahahah (nos últimos 20 anos contam-se pelos dedos das mãos as vezes que sequei o cabelo. foi o meu primeiro acto de rebeldia adolescente, deixar de secar o cabelo)

Ana 100 Sentidos disse...

Eh pah, dar-lhe ocasionalmente com o secador na cabeça foi a melhor coisa que eu podia ter lido hoje.
É que conseguiu arrancar-me uma gargalhada de todo o tamanho num dia dito negro.
Obrigada mesmo!!!

Ricardo disse...

E é só ocasionalmente. Juro. Aquele galo já lá estava antes.

Ana 100 Sentidos disse...

E o pior é que voltei a vir ler isto só para me rir outra vez!

Ricardo disse...

Ainda bem que as desventuras de pai divorciado tanto vos entretêm :P